DDASA SP Call Center: (11)4149-4639/3427-2276/96424-9997(W. App-tim)-GRUPO ASA

Rating: 2.8/5 (1761 votos)





Partilhe este Site...




DOENÇA DO POMBO Quase Matou o Asa Branca
DOENÇA DO POMBO Quase Matou o Asa Branca

DOENÇA DO POMBO quase Matou o Asa Branca (Locutor de Rodeio)

 

 

Criptococose

 

Aspectos Epidemiológicos


Agente etiológico

Um fungo, o Criptococo neoformans, nas variedades neoformas e gatti. A primeira variedade está, geralmente, vinculada à imunodeficiência e é de ocorrência universal; a segunda ocorre com maior freqüência em países tropicais.

Reservatório - É um fungo saprófita que vive no solo e nas árvores e é isolado nos excrementos dos pombos. 

Modo de transmissão - Inalação. 

Período de incubação

Desconhecido. O comprometimento pulmonar pode anteceder, em anos, ao acometimento cerebral. 

Período de transmissibilidade

Não há transmissão homem a homem, nem de animais ao homem. 

 

Complicações

O fungo pode viver como saprófita na árvore brônquica, podendo expressar-se clinicamente na vigência de imunodeficiência. Cerca de 5 a 10% dos pacientes com aids são acometidos por essa micose. A meningite por criptococo, se não tratada a tempo, pode levar à morte.

Aspectos Clínicos

Descrição

Micose profunda sistêmica, que se apresenta, freqüentemente, como uma meningite subaguda ou crônica. Pode haver comprometimento ocular, pulmonar, ósseo e, as vezes, da próstata. A pele pode estar envolvida com manifestações de lesões acneiformes, ulcerações ou massas subcutâneas que similam tumores.

Diagnóstico Laboratorial


Diagnóstico

O diagnóstico é clínico e a confirmação se faz com a evidenciação do criptococo através do uso de “tinta da China” (nankin), que torna visíveis formas encapsuladas e em gemulação. Essa técnica é a consagrada para diagnóstico das meningites criptocócicas (exame do LCR). Pode-se isolar o criptococo também na urina ou no pús. A sorologia, no LCR e no soro, e a histopatologia podem ser úteis. 

Diagnóstico Diferencial - Toxoplasmose, tuberculose, meningoencefalites, sífilis, sarcoidose, histoplasmose e linfomas. 

Tratamento - Anfotericina B, na dose de 0,3mg/Kg, IV, durante 6 semanas, com todos os cuidados que envolvem o uso desse medicamento. O fluconazol é, também, recomendado como alternativa, na dose de 200 a 400mg/dia, VO, por aproximadamente 6 semanas. 

Características epidemiológicas

Doença cosmopolita, de ocorrência esporádica. Acomete adultos e é duas vezes mais freqüente no gênero masculino. A infecção pode ocorrer em animais (gatos, cavalos, vacas). A suscetibilidade é geral, mas parece que a raça humana tem uma notável 
resistência. A suscetibilidade aumenta com o uso prolongado de corticosteróide, na vigência de aids, Hodgkin e Sarcoidose.

Vigilância Epidemiológica


Objetivos

Diagnosticar e tratar adequadamente todos os casos, devendo-se estar atento para o fato de que a criptococose, geralmente, não se manifesta em indivíduo imunocompetente. Seu aparecimento deve servir de evento sentinela, levando à busca de sua associação à imunodepressão (linfomas, leucemias, uso prolongado de corticosteróides, aids, transplantes e desnutrição severa). 

Objetivos

Diagnosticar e tratar adequadamente todos os casos, devendo-se estar atento para o fato de que a criptococose, geralmente, não se manifesta em indivíduo imunocompetente. Seu aparecimento deve servir de evento sentinela, levando à busca de sua associação à imunodepressão (linfomas, leucemias, uso prolongado de corticosteróides, aids, transplantes e desnutrição severa).

Notificação

Não é doença de notificação compulsória. A investigação pode ser feita no sentido de se buscar sua associação à imunodeficiência e para implantar as medidas de controle disponíveis.

Medidas de Controle


A medida prevenível conhecida é umidificar os locais onde há enorme acúmulo de fezes de pombos, para evitar que o fungo se disperse por aerosol. Não há necessidade de notificação e de isolamento dos doentes. As medidas de desinfecção de secreção e fômites devem ser as de uso hospitalar rotineiro.

Aconselhamos deixar esses procedimentos à cargo das empresas de Controle de Pragas Urbanas(Dedetizadoras), pois as mesmas possuem todos os Equipamentos de Proteção e de Desinfestação do ambiente contaminado.

Bill Andersen - 20/08/2014

 

Foi noticiado recentemente, pelo portal da maior emissora de TV do Brasil, as condições debilitadas de saúde do CONHECIDO Narrador de Rodeio "Asa Branca."

O mesmo foi acometido pela doença  do pombo, conhecida como "Criptococose,"  a qual pode até matar o paciente.

Para se evitar o contágio da mesma, é necessário contratar uma empresa especializada em Controle de Pragas Urbana (Dedetizadora), a qual efetuará a remoção dos ninhos e fechamento dos acessos, bem como espantamento dessas aves, evitando assim que as pessoas respirem os "Criptococos" 

 

Após três anos, o locutor esportivo Waldemar Ruy dos Santos, conhecido como “Asa Branca”, volta a Presidente Prudente, para participar do Arena Rodeo Festival. Ele será responsável por narrar as disputas no Rancho Quarto de Milha no sábado (24), quando comemorará sua 10ª participação  em rodeios desde a recuperação de uma série de complicações médicas em 2013.

Por 83 dias, Asa Branca ficou hospitalizado devido a uma criptococose, popularmente chamada “doença do pombo”, que atinge o sistema nervoso. “Também tive hidrocefalia e fui submetido a seis cirurgias no cérebro. Foram dias difíceis e neste período eu praticamente renasci”, lembra.

Com 52 anos, 30 deles dedicados ao rodeio, o profissional lembra de como tudo começou. “Eu era peão. Adorava montarias e sempre fui apaixonado por esse meio, no entanto, logo no início da minha carreira sofri um acidente. Um boi pisou no meu abdômen e, por consequência disso, tive uma hemorragia interna no pâncreas. Foram quatro meses hospitalizado, mas isso não me afastou das festas de peão. Fui convidado a participar de programas de rádio para falar sobre o assunto e quando me recuperei, me chamaram para narrar um rodeio. A partir disso, não parei mais”.

Para ele, a expectativa de participar do Arena Rodeo Festival também faz com que surjam algumas lembranças. “Fui um dos fundadores do primeiro rodeio no Rancho Quarto de Milha. É muito bom poder voltar para lá. Para mim, o rodeio é o primeiro esporte do Brasil no quesito público, somos até mais fortes do que o futebol. Por onde passamos, temos arenas lotadas de torcedores fiéis. Não espero outra coisa da festa em Presidente Prudente. No sábado, vou pronto para fazer a festa, com muita ousadia, coragem e sangue frio”.

As histórias da vida de Asa Branca são marcadas por momentos inesquecíveis e algumas  situações de perigo. “Já sofri outros dois acidentes dos quais não vou me esquecer jamais. O primeiro, em 1991, aconteceu quando seguia com uma tropa para uma festa em São Pedro [SP] e o caminhão em que estávamos capotou em uma serra. O outro, foi em 1998.  Eu e uma equipe sobrevoávamos o Morro do Diabo [Teodoro Sampaio] quando o motor do avião pegou fogo”, lembra.

Em meio a dias difíceis, o profissional comenta ainda, sobre alguns momentos de “glória”. “Participei de várias novelas, como Mulheres de Areia, Rei do Gado, Ana Raio e Zé Trovão e também fui convidado para apresentar os cantores no programa especial 'Amigos'”.

Ao seu lado, para enfrentar todas as situações, estão o amigo e tropeiro Aparecido Peruque, de 53 anos, morador de Presidente Prudente, e a esposa do locutor, Sandra Santos.

Conforme Peruque, a amizade de 30 anos reúne grandes lembranças. “Sempre levava minha tropa e ele seguia comigo, narrando os rodeios. Também estava com ele quando o avião pegou fogo”, conta.

Já para a esposa, ao lado do locutor há seis anos, o marido é um vencedor. “Ele já passou por muitas coisas na vida e essa última doença fez com que passássemos dias muito complicados. A volta dele às arenas tem sido gratificante, porque vemos o quanto ele é querido e quantas pessoas torceram pela sua recuperação”, diz Sandra.

Exterior
Além do Arena Rodeo Festival, Asa Branca já tem participação marcada em um festival country em Londres. “Também passaremos por Bruxelas e Portugal. Creio que será uma experiência inesquecível”, declara o locutor.

Asa Branca conta com o apoio do amigo Peruque e da esposa Sandra 
CUIDADO COM OS "Simbolos da Paz"  
NÃO OS ALIMENTE!
 
A melhor política é deixá-los procurar seu alimento na natureza!
Bill Andersen - Especialista em Pragas Urbanas.

 

 

 

 

 

 

 

topo